Notícia

Compesa capta R$ 20 milhões para obras de saneamento no Paulista

Compesa capta R$ 20 milhões para obras de saneamento no Paulista

Foto: Foto: Aluisio Moreira/SEI

O governador Paulo Câmara anunciou a ampliação do sistema de esgotamento sanitário do município do Paulista, Região Metropolitana do Recife (RMR). Serão investidos R$ 20 milhões nas obras, montante captado - por meio da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) - junto ao Ministério das Cidades. O órgão estadual já havia aplicado R$ 4 milhões de recursos próprios para o início das intervenções. Para essa etapa do projeto, os bairros contemplados com a implantação de esgotamento sanitário serão Fragoso, Torres Galvão e Tabajara, atendendo, diretamente, cerca de 40 mil paulistenses.

O chefe do Executivo estadual considera a parceria entre governos estadual e federal um passo fundamental para a melhoria na vida dos paulistenses. “Saneamento é saúde pública. Esses R$ 20 milhões significam uma melhoria na qualidade de vida das pessoas”, afirmou, complementando que o saneamento básico é um indicador fundamental para o desenvolvimento de uma cidade. Paulo destacou, ainda, que Pernambuco tem em andamento, hoje, o maior programa hídrico do País. “O projeto visa sanear, nos próximos 12 anos, 90% das cidades do Estado, principalmente as da Região Metropolitana”, esclareceu.

Além do investimento de R$ 20 milhões, o ministro das Cidades, Bruno Araújo, também anunciou que o Governo Federal aplicará o mesmo montante para etapas seguintes da obra. “No mesmo dia da inauguração dessa etapa, vamos autorizar mais R$ 20 milhões para o município do Paulista. Precisamos entregar as obras para a população, que espera melhoria na qualidade desse serviço”, afirmou.

O presidente em exercício da Compesa, Ricardo Barretto, acredita que a obra significará mais qualidade de vida as paulistenses. “É uma cidade com uma urbanização mais completa. Isso permite dar uma condição de vida melhor para o dia a dia dos moradores desses bairros contemplados”. Os próximos R$ 20 milhões a serem captados, de acordo com Barretto, serão investidos na rede coletora de esgotos de outros bairros do município.

Para o prefeito do Paulista, Junior Matuto, as parcerias realizadas possibilitarão ao município um maior desenvolvimento. “Eu e os paulistenses estamos muito satisfeitos com essa parceria, que beneficiará boa parte da população, sobretudo, num momento de dificuldades financeiras”, avaliou.

A obra prevê a construção de 82 mil metros de rede coletora de esgotos e duas Estações de Elevatórias - EE-1 e EE-2, com capacidade de bombear 16 e 42 litros por segundo, respectivamente. Todo o sistema será integrado ao Sistema de Esgotamento Sanitário - SES Olinda com destino final na Estação de Tratamento de Esgotos - ETE Janga.

Também estiveram presentes no evento o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, Raul Henry; os deputados federais Fernando Monteiro, Severino Ninho, Cadoca, Betinho Gomes, Daniel Coelho; os deputados estaduais Francismar Pontes, Romero Dias, Ricardo Costa, Terezinha Nunes; o chefe de Gabinete, João Campos; o presidente da Câmara municipal do Paulista, Fábio Barros; e os prefeito das cidades de Olinda e Abreu e Lima, professor Lupércio e Pastor Marcos, respectivamente.


Fonte: Secretaria de Imprensa de Pernambuco


Foto: Aluisio Moreira/SEI